Vivam levemente. Liberem a sua própria desordem emocional e a bagagem do passado.


Mestre Kuthumi – Grande Fraternidade Branca

“Vivam levemente. Liberem a sua própria desordem emocional e a bagagem do passado. Como eu disse, é essencial manter a limpeza do seu próprio corpo emocional. Como as camadas de uma cebola, há muitas questões. Portanto, há ainda raiva ou dor sendo retida, que deve ser liberada. É importante que vocês limpem regularmente o corpo emocional. Não permitam que o medo, os ressentimentos ou os julgamentos criem raízes em seu corpo emocional. TRANSMUTEM, TRANSMUTEM E TRANSMUTEM NOVAMENTE. Esta é a chave para que sobrevivam a estes tempos de transição. Como eu disse, reconheçam-no ou o transmutem. Compreendam que tudo é experiência. Compreendam que estão agora terminando a experiência da dualidade. O velho Karma está agora terminando. Qualquer novo Karma que vocês criem, será tratado instantaneamente. Sim, Karma imediato, um aprendizado final de tratar os outros, como vocês mesmos gostariam de ser tratados. Meus amigos, estas simples etapas têm o poder de auxiliá-los intensamente em todas as áreas de sua vida. Se puderem seguir estas orientações que lhes dou agora, experiênciarão um despertar consciente da alma, mais rápido e mais suave. Vocês experimentarão os primeiros passos da Nova Terra. Uma vibração mais elevada através da consciência da alma – a alma viva. (Mestre Kuthumi)”

Jin Li – Saudação ou o cumprimento nas Artes Marciais Chinesas.

Jin Li – (Chin Li).
Saudação ou o cumprimento nas Artes Marciais Chinesas.
Mão esquerda aberta, representando a força Yin (feminino, acolhimento, Lua, Noite e etc.) lado do coração.
Mão direita fechada, representando a força Yang (masculino, ação, Sol, Dia e etc.) lado da razão.
Enfim a saudação mostra que o praticante possui em sua essência as duas forças Yin e Yang, e que elas devem ser complementares, para que haja harmonia em seu treinamento, autodesenvolvimento, em rumo a sua automestria.
As artes marciais tem como objetivo trazer paz e harmonia entre os praticantes, através de um código de conduta e principalmente o respeito.
– Mozart Santos
Studio Alquimia Interior
Terapias Holísticas e Práticas Orientais

Kuan Yin 观世音菩萨


Na mitologia chinesa, Kuan Yin 观世音菩萨 é conhecida como a Deusa da Compaixão e da Misericórdia. 
Esta Deusa enquanto viveu, percorreu o mundo, viu muita dor e então, jurou proteger e amparar todos os humanos até que o último sofrimento acabe. A MESTRA KUAN YIN TORNOU-SE A INCORPORAÇÃO DA COMPAIXÃO. Ela nos diz que se você cantar seu mantra diariamente, cultivará a compaixão que curará o mundo das mais dolorosas feridas.
Mantra: OM MANI PADME HUM

Kuan Yin é representada com um dragão, pois ele é o símbolo mais antigo da alta espiritualidade, a sabedoria, a força e os poderes divinos de transformação.

OM MANI PADME HUM

Tradução: Recebemos a Jóia da consciência no coração do Lótus. (O Lótus é o chakra).
Significa – Recebemos a jóia da consciência divina, no centro do nosso chakra da coroa.
Avalokitesvara alcançou tão elevado grau de espiritualidade, como se tivesse subido a mais alta montanha. Destas alturas, estava para partir à planos ainda mais elevados, e distantes da terra, quando ouviu um gemido que vinha do inconsciente coletivo da humanidade.
O lamento por sua partida. Seu coração encheu-se de compaixão e Avalokitesvara prometeu ficar neste planeta trabalhando e servindo para evolução da humanidade.
Este juramento bodhisatva, é feito por todos os Mestres que servem a Luz da Grande Fraternidade Branca. Eles deixam de seguir as sua evolução em planos superiores, para servir a Luz de seus irmãos ainda encarnados.
Ao recitarmos o Mani Mantra, estamos penetrando a mesma roda metafísica que os Mestres Ascensos e não Ascensos da Grande Fraternidade Branca que estão constantemente empurrando – a Roda da Evolução Espiritual da humanidade.
Este mantra tem sua origem na Índia e de lá foi para o Tibet. Os tibetanos não conseguiram entoá-lo da mesma forma, mudando sua pronuncia para: OM MANI PEME HUNG este é o mantra mais utilizado pelos budistas tibetanos.
Qualquer pessoa pode entoá-lo. Estando feliz ou triste, ao entoar o “Mani Mantra”, uma espontânea devoção surgirá em nossa mente e o grande caminho será fortemente realizado.
O mantra OM MANI PADME HUM, é fácil de pronunciar e poderoso pois contém a essência de todo o ensinamento.
Muito tem sido escrito sobre este mantra e é impressionante que apenas seis silabas possam atrair tanto comentário importante.
De acordo com Dalai Lama, o propósito de recitar este mantra é transformar o corpo impuro de suas palavras e mente, no puro e louvado corpo, palavra e mente de um Buda.
O som de cada silaba é visto como tendo uma forma paralela espiritual.
Fazer o som de cada silaba portanto, é alinhar a si mesmo com aquela qualidade espiritual particular e para se identificar com isto.
Existe também um grande numero de outros beneficio que resultam da repetição deste mantra, incluindo a produção do mérito e destruição do carma negativo.
OM – A primeira silaba, recitá-la o abençoa para atingir a perfeição na pratica da generosidade.

MA – Ajuda a aperfeiçoar a pratica da ética pura.

NI – Ajuda a atingir a perfeição na pratica da tolerância e paciência.

PAD – Ajuda a conquistar a perfeição na pratica da perseverança.

ME – Ajuda a conquistar a perfeição na pratica da concentração.

HUM – Ajuda na conquista da perfeição na pratica da sabedoria.
A senda das seis perfeições é a senda de todos os budas. Cada uma das seis silabas elimina um dos venenos da consciência humana.
OM – Dissolve o orgulho

MA – Liberta do ciúme e da luxuria.

NI – Consome a paixão e os desejos 

PAD – Elimina a estupidez e danos. 

ME – Liberta da pobreza e possessividade.

HUM – Consome a agressão e o ódio. 
Os mantras são freqüentemente, os nomes dos budas, bodhisattvas ou mestres e que o compuseram. Os mantras são investidos com um infalível poder de ação, de forma que a repetição do nome da deidade, transmite as qualidades de sua mente. O nome é idêntico a deidade ou essência da deidade que o compôs e com ele presenteia a humanidade dando a seus irmãos a essência de tudo aquilo que ele atingiu em muitas vidas de esforço e sagrado oficio. Dando o glorioso resultado de seu momentum de sabedoria.
Ao recitar este mantra, o meditante também pode conseguir as qualidades do Chenrezig, o bodhisatva da compaixão, conhecido na tradição Mahayana como Avalokitesvara.
O mantra OM MANI PADME HUM, chamado de mani mantra, levanta algumas traduções misteriosas. Diz a tradição que este mantra significa o nome Chenrezig. Contudo, Chenrezig não tem nome, mas ele é designado por nomes. Estes nomes são a taça para a compaixão a benção e a força que ele derrama. Portanto este é apenas um dos nomes de Chenrezig, MANI PADME, colocado entre as duas silabas sagradas OM e HUM.
Parece-nos que Chenrezig, Avalokitesvara e Kuan Yin são os nomes do mesmo buda da compaixão.
OM – Representa o corpo de todos os budas, também o começo de todos os mantras.

MANI – Jóia em sânscrito 

PADME – Lótus ou chakra

HUM – A mente de todos os budas e freqüentemente finalizam os mantras.

MANI – Refere-se a Jóia que Chenrezig segura no centro de suas duas mãos. 

PADME – Refere-se ao lótus que ele segura na sua segunda mão esquerda.
Dizendo MANI PADME estamos nominando Chenrezig através de seus atributos: “Aquele que segura a Jóia e o Lótus”. Chenrezig ou Jóia do Lótus são dois nomes para a mesma deidade.
Quando recitamos este mantra, estamos na verdade repetindo o nome de Chenrezig. Este mantra é investido com a benção e o poder da mente de Chenrezig, sendo que ele mesmo reúne a benção e a compaixão de todos os budas e bodhisattvas. Desta forma o mantra é imbuído com a capacidade de purificar nossa mente de sua obscuridade. O mantra abre a mente para o amor e compaixão e a conduz ao despertar.
Sendo a deidade e o mantra um em essência, significa que é possível recitar o mantra sem necessariamente trabalhar a visualização. A recitação permanece efetiva.
Cada uma das seis silabas sagradas retêm um efeito purificador genuíno.
OM – Purifica o corpo

MA – Purifica a palavra

NI – Purifica a mente

PAD – Purifica as emoções 

ME – Purifica as condições latentes

HUM – Purifica o véu que encobre o conhecimento 
Cada silaba é ela mesma uma oração
OM – É oração dirigida ao corpo dos budas

MA – É oração dirigida à palavra dos budas

NI – É oração dirigida à mente dos budas

PAD – É oração dirigida às qualidades dos budas

ME – É oração dirigida à atividades dos budas

HUM – Reúne a graça (benção) do corpo, palavra, mente, qualidade e atividade dos budas. 
Estas seis silabas correspondem à transcendental perfeição dos budas secretos.

Salve, Salve sua Luz!

Qi Gong “Prevenir é muito melhor do que remediar”

artigo-qigong

O Qi Gong ou Chi Kung é comumente conhecido como o cultivo da Energia Vital, tal energia que nos anima, que nos dá vida que nos coloca em atividade e que nos transpassa a todo o momento, ou seja energia que está disponível do cosmos a todos nós.

 O Qi Gong tem com ênfase à prevenção do que ao tratamento das doenças. Essa é uma visão típica da cultura chinesa que os mestres sempre ensinaram. Pela sensibilidade e pelo autoconhecimento, o indivíduo busca sanar pequenos desequilíbrios para que não ocorram grandes problemas e doenças no organismo. É um conceito diferente da cultura ocidental, que, muitas, vezes enfatiza o tratamento da doença, e não a prevenção. Como expressa o ditado popular, “prevenir é muito melhor do que remediar”; e essa consciência deve ser adota por aqueles que realmente querem viver com boa saúde.

Além de todos os benefícios para a saúde física e mental, o treinamento do Qi gong, também ajuda no desenvolvimento de virtudes como a paciência, o autocontrole, a perseverança, a concentração, o respeito, a confiança e a disciplina, todos proporcionando e desenvolvendo o caminho do autoconhecimento. Por meio dessas virtudes, da prática dos exercícios, da filosofia e da meditação, muitos praticantes alcançam uma grande harmonia entre o corpo, e a mente, trazendo para o seu dia-a-dia uma vida mais tranquila e saudável.

Benefícios comprovados há séculos pela prática constante:

  • Melhora significativa da resistência aeróbica;
  • Melhora da capacidade respiratória;
  • Retarda o envelhecimento precoce;
  • Diminui a perda óssea relacionada à idade e a menopausa;
  • Melhora o alongamento dos músculos e a flexibilidade dos tendões e das articulações;
  • Estimula o sistema cardiovascular;
  • Reduz obstruções nas paredes dos vasos sanguíneos, diminuindo problemas como ateroscleorose, derrames cerebrais e infartos;
  • Proporciona bem-estar emocional, diminuindo o estresse, a ansiedade e a agitação mental;
  • Fortalece o sistema imunológico, prevenindo diversas doenças.

Enfim a prática do Qi Gong pode nos proporcionar o equilíbrio entre corpo, mente e despertar de consciência para uma vida mais harmoniosa.

Fonte: Pa Tuan Chin

Studio ALQUIMIA INTERIOR

Terapias Holísticas e Práticas Orientais

 www.studioalqumiainterior.wordpress.com

AUTOPERCEPÇÃO – A consciência de si mesmo

2017-artigos_autopercepçãoNossa atenção, de um modo geral, está sempre dirigida para objetos exteriores a nós mesmos. Estamos atentos às pessoas e às coisas que nos cercam, às coisas que por qualquer razão despertam o nosso interesse atual. Quase nunca observamos a nós mesmos. Quase nunca estamos conscientes das nossas ações, e menos ainda das nossas reações. Temos, por assim dizer, nítida consciência do comportamento alheio, mas nenhuma consciência do nosso próprio comportamento.

Nosso pensamento, por outro lado, está constantemente se voltando para o passado ou para o futuro, isto é, para coisas que já fizemos ou que já aconteceram, ou para coisas que vamos fazer ou que esperamos que aconteçam. Isto interfere na nossa atividade atual, dificultando a nossa concentração mental.

Quando estamos de algum modo emocionalmente perturbados ou preocupados (=préocupados), ou quando um interesse maior chama a nossa atenção para outra atividade ou para outro fato, tudo o que estamos fazendo fica de algum modo “contaminado” pelo pensamento nessa outra atividade ou fato predominante. Nestes casos nossa atenção tem dificuldade de se fixar naquilo que estamos fazendo. Fazemos uma coisa pensando em outra, com duplo dispêndio de energia.

Embora isto aconteça com todos, os estudantes especificamente, são as grandes vítimas desta “armadilha”. Seus pensamentos estão geralmente dispersos, e eles vivem, pode-se dizer, a maior parte do tempo no mundo da fantasia.

Podemos dizer que temos duas qualidades de atenção. A atenção involuntária e a atenção voluntária.

A atenção involuntária não depende da nossa vontade. É aquela atenção provocada por um acontecimento qualquer inesperado. Por exemplo, um estampido próximo do local onde estamos, a queda de um objeto que produz um forte ruído, um local fortemente iluminado, um grito de alguém, etc. Nós dizemos que aquilo “nos chamou a atenção”. A nossa atenção foi despertada pelo acontecimento. Também um objeto qualquer pelo qual nos interessamos “chama” a nossa atenção. A criança em geral exercita em alto grau a atenção involuntária. A sua curiosidade faz com que a sua atenção salte a todo momento de um objeto para outro, sem se fixar em nenhum deles.

A atenção voluntária, ao contrário, depende da nossa vontade, exige o exercício da nossa vontade. Sou eu que dirijo a minha atenção para o objeto que eu mesmo escolho ou que me é imposto.

É assim que se dá a percepção dos objetos – pela aplicação da atenção, voluntária ou involuntária.

Temos em geral uma consciência mais ou menos nítida de um objeto, dependendo da importância que ele tenha para nós.

A importância de um objeto somos nós que a damos. Alguma coisa pode ser importante para mim, e não sê-lo para outros. Se um objeto é importante para mim eu posso lhe dar mais atenção (voluntária) do que daria a um objeto não importante. Assim, a consciência que eu tenho de um objeto depende da atenção que eu, voluntariamente, lhe dou.

Entretanto, embora eu tenha a consciência nítida de tudo o que me cerca e do que eu faço, nem sempre tenho consciência de mim mesmo como agente da ação. Embora não nos demos conta disso, nós somos sempre agentes; eu sou o agente que fala, o agente que ouve, o agente que sente, o agente do meu andar, do meu pensar, da minha escolha, etc. As crianças, e a maioria dos adultos, não se dão conta deste seu alheamento de si mesmo.

Você está sentado diante do aparelho de TV. Assiste a um filme, uma telenovela, ou um
noticiário. Você pode se envolver de tal maneira que pode até se emocionar com as cenas exibidas, ou pode ser levado a rápidas reflexões sobre os acontecimentos noticiados, mas em nenhum momento você se dá conta de que você está ali sentado, vendo a televisão. Em nenhum momento você observa a si mesmo vendo a TV. Você tem consciência da TV e de tudo o que se passa na tela, mas não tem consciência de você mesmo como telespectador.

Observe um garoto diante de um videogames. Ele está atento ao que passa na tela. Podemos dizer que a sua consciência está totalmente na tela à sua frente. Ele se esquece de comer, de ir ao banheiro, de tudo. Só existe para ele aquela pequena tela. Tudo se passa fora dele!

Ou observe uma adolescente participando de um festival de rock. O fenômeno é semelhante e o resultado igualmente dramático. Ela como que se integra no espetáculo. Ela não se vê assistindo ao show, ela faz parte dele. Ela renuncia voluntariamente à sua capacidade de pensar e pensa com o grupo, o pensamento não é dela, é o do grupo. Então ela se torna membro de uma manada e age como a manada. Ela não tem consciência de si mesma agindo, ela não se percebe como o agente da ação.

Este alheamento de si mesmo, tornando-se um hábito, pode ter como conseqüência doenças de caráter psíquico.
Por outro lado, uma característica comum a todos os que procuram tratamento psicológico, é a falta de concentração mental, bem como a deterioração da memória e dificuldade de raciocínio. Isto se deve ao “embotamento” da atenção (a faculdade psíquica que deveria ser objeto de desenvolvimento desde a nossa infância), por falta de uso adequado. Para “reverter” a situação, o caminho é a REEDUCAÇÃO DA ATENÇÃO (Pe.Narciso Irala, O controle mental, 1944 – E.P.U).

Admite-se hoje que algumas doenças, especialmente na idade avançada (Halzeimer,por exemplo) poderiam ser minimizadas senão até evitadas, mediante o desenvolvimento de hábitos de concentração mental, como, por exemplo, a resolução de palavras cruzadas.

É tão arraigado em nós o hábito do pensamento disperso que algumas pessoas sentem
extrema dificuldade em manter a sua atenção em um só assunto ou objeto durante ao menos alguns segundos. Seu pensamento está sempre “distante”, como dizem. Outros dizem que certas pessoas estão sempre “no mundo da lua”.

fonte: Durval Gelfi

As terapêuticas holísticas como o Homestase Quântica da Essência, Theta Healing, Comandos Quânticos e etc, podem auxiliar na criação de hábitos de concentração mental. Aprendemos assim a dirigir a nossa atenção constantemente, sem nenhum esforço, para os objetos de nosso interesse. Eliminando por meio das terapêuticas o hábito do pensamento disperso, causa principal do estresse.

Studio ALQUIMIA INTERIOR
Terapêuticas Holísticas e Práticas Orientais
@studioalquimiainterior #studioalquimiainterior

 

A Chama Trina é na realidade um cálice sagrado.

A Chama Trina

Esta Chama poderosa é na realidade um cálice sagrado no qual temos um átomo com uma estrutura diferente ao restante do nosso organismo, isso por que este átomo é materializado no momento da concepção, ou seja, no momento da fecundação do ovulo, temos a formação de uma célula que ira se multiplicar e dará a vida a um novo ser. Neste processo quando o embrião esta sendo formado é ancorado dentro do que vira a ser o coração esse átomo que por sua vez guarda a Chama Trina. Esta Chama é o nosso contato com a nossa fonte universal que tudo é. Esta chama conecta a nossa vida física com os planos internos dos nossos corpos sutis, por sua vez efetua um controle energético dos nossos chacras de forma a garantir a vida física. Ela possui muitas funções ligadas ao suporte de vida no plano material, como também é uma das mais poderosas ferramentas para nossa ascensão.
Os grupos ligados a Fraternidade Branca tem procurado trabalhar esta Chama no despertar dos seres humanos, através de exercícios e Mantras, isso tem alcançado bons resultados, porém muitos seres humanos não tem acesso a essas informações, que deveriam ser propagadas em todos os níveis da mídia mundial, mas esse é nosso trabalho de procurar expressar no papel o que os poderosos da mídia não tem permitido ser difundido.

A chama trina e composta da seguinte maneira:

Chama Trina
Esta Chama encerra dentro de sua estrutura três raios ou cores, temos do lado esquerdo a grande chama Rosada, que encerra e representa o amor universal, ao centro temos a poderosa chama Amarelo Dourada que representa a sabedoria espiritual sobre o campo material, e ao lado direito a poderosa chama Azul, que representa o poder divino em ação sobre o plano material. 

Quando unimos a chama rosa com a azul, temos automaticamente a Chama Violeta, que tudo transmuta e dissolve. No entanto devemos saber empregar as energias da chama Violeta ou Sétimo raio, pois este raio possui a capacidade de transmutar e de acelerar o nosso processo Cármico, motivo pelo qual devemos ter muito cuidado em como trabalhar com ela, pois ela pode causar desequilíbrios psíquicos e emocionais. A chama Violeta deve ser empregada todos os dias, mas em parceria com os outros raios, tanto antes como depois de ser manifestada, assim estaremos requalificando e recalibrando nossos campo vitais, não permitindo que a precipitação cármica nos desequilibre, e seja sim transmutada de forma a que possamos apreender e compreender nossas falhas. Mas para isso devemos empregar uma seqüência correta de cores, em sintonia. com as nossas realidades e dificuldades. Por exemplo se estamos utilizando a chama violeta para questões de uma doença como o câncer, devemos empregar após seu uso o poder da chama verde de cura, para permitir a regressão dessa doença ou outra qualquer, caso contrario estaremos acelerando o processo da manifestação dessa doença, o que não era a intenção inicial da pessoa, mas por ignorância acabou por se auto flagelar com a precipitação da doença. Este é um exemplo simples que pode ser estendido a outras situações.

Fonte: 22 raios

Através da terapêutica Cura Eletrônica, é utilizado a Chama Trina em seu processo para Auxiliar o processo da Autocura do Consulente além de promover o alinhamento e harmonização dos 7 corpos.

Studio ALQUIMIA INTERIOR
Terapias Holísticas e Práticas Orientais

Seus hábitos e sistemas de crenças são produtos do ambiente em que você vive.

artigo crenças

Compreenda que as pessoas com quem convive e o ambiente em que vive influênciam-lhe fortemente o que faz. O indivíduo criado em ambiente negativo, sempre sujeito a abusos físicos ou verbais, tem uma visão de mundo diferente da criança criada em uma família calorosa, carinhosa e incentivadora. São diferentes seus níveis de auto-estima. Ambientes hostis criam quase sempre sentimentos de falta de merecimento e de confiança, para não mencionar o medo. Um sistema de crenças negativo como esse podem gerar todos os tipos de hábitos contraproducentes se não tratados a tempo que podem ser levados para a vida adulta.

Em alguns casos raros, a pessoa pode ter uma autocrença opressiva, que lhe diz: “Eu não sei fazer nada direito.” E a crença produzirá um efeito sumamente nocivo sobre tudo que ela tentar fazer… se é que vai se dar ao trabalho de tentar.  É comum, no entanto, que tenha uma mistura de crenças, algumas das quais positivas e “capacitantes” e, outras, justamente o contrário. Uma pessoa, por exemplo, pode ter uma auto-imagem muito baixa e não se considerar um bom “gerente”, “chefe” ou “líder”. A mesma pessoa, contudo, talvez se considere um tipo “naturalmente” competente no esporte, na vida social, ou em um hobby ou passatempo. De certo modo, todos nós temos uma faixa de crenças sobre nós mesmos, abrangendo muitas facetas de nosso trabalho, vida social e doméstica e precisamos ser específicos quando identificamos as que afetam os resultados que almejamos. Precisamos, portanto, substituir as que nos incapacitam por outras, que produzem o efeito satisfatório.

Mesmo que você esteja em ambientes desfavoráveis formativos, você ainda poderá realizar mudanças. E talvez seja necessário alguém para ajudá-lo na transição. Um terapeuta, conselheiro, coach, professor, ou modelo de atenção digna de se orientar que pode produzir um impacto enorme sobre o seu futuro.

O único pré-requisito é que você assuma consigo mesmo o compromisso de mudar. Quando estiver pronto para isso, as pessoas certas começarão a aparecer para ajudá-lo.

Como diz o ditado: “Quando o discípulo está pronto, o mestre aparece” é pura verdade.

*Dentro do meio holístico há várias técnicas e métodos que podem auxiliá-lo nesta transição, uma delas que podemos citar é o Theta Healing que tem como objetivo principal tratar crenças, Homestase Quântica entre outras.

Fonte: Livro O Poder do Foco

Studio ALQUIMIA INTERIOR
Terapias Holísticas e Práticas Orientais.

#studioalquimiainterior
#terapiasholisticas
#thetahealing

Angstroms a partícula da Vitalidade

Utilizado como unidade medida para definir o comprimento de onda de Luz emitida, é igual a 10 elevado a -10, que é considerado menor do que um nanô. Utilizado para cálculos de átomos ou seja como cálculo de fótons devido a estar intimamente ligado à Luz Emitida dentro do comprimento de onda. Simbologia  “A”

O comprimento de Onda Luz de um Ser humano é de 6500 Angstroms que podemos utilizar como um parâmetro da homeostase da saúde, enfim podemos considerar como uma Medida de Vitalidade ou quantidade Luz emitida por um Ser humano no seu campo bioenergético. “Luz é Informação” .

Assim sendo a maioria dos micróbios fica bem aquém dos 6.500 Angstroms, podemos deduzir que eles só podem afetar um ser humano cuja vitalidade tenha decrescido tanto, a ponto das células orgânicas ressonarem no mesmo comprimento de onda dos micróbios, enquanto um corpo sadio fica imune ao ataque.

Os Angstroms podem ser medido através de Radiestesia como mostra o experimento de Bovis.

O Engenheiro Francês Simeneton ( este que se encontrava desacreditado pelo tempo de vida apontado por seus médicos)  através da pesquisa de Bovis com os alimentos, escreveu um livro chamado “As radiações dos alimentos”, no qual demonstra a vitalidade dos alimentos, conseguiu prolongar sua vida. Em pouco tempo, livrou-se não só da tuberculose como também dos efeitos colaterais causados pelos medicamentos, tornando-se tão vigoroso que ainda teve filhos aos 66 e aos 68 anos, além de jogar tênis aos 70 de idade.

Fonte de investigação: world wide web.

Se não se permitirem sentir, não poderão aprender!

 A maioria dos seres humanos tem medo de seu centro emocional, ou centro do sentimento; tem medo de sentir. Confiem em vossos sentimentos, não importa quais sejam eles Tenham confiança de que eles o guiaram acreditem que os sentimentos podem levá-Ios à realização.

Não se trata de não saber sentir, o que ocorre é que vocês têm medo dos sentimentos. Não sabem o que fazer com eles quando aparecem.

Se não se permitirem sentir, não poderão aprender. Sao os sentimentos que os ligam à vida. Os sentimentos servem a vários propositos dos seres humanos. Incentivamos todos vocês a acreditarem, cultivarem e confiarem em seus sentimentos. Devem encará-Ios como bilhetes de viagem para realidades multidimensionais, onde precisam ir, caso estejam jogando este jogo para valer. Nas realidades multidimensionais aprendem a focalizar e manter simultaneamente muitas versões diferentes de si mesmos. Os sentimentos são capazes de transportá-Ios a estes lugares, especialmente aqueles em que vocês confiam. 

Deixem aflorar todos os vossos sentimentos e, ao invés de os julgar, permitam-lhes que se manifestem para poderem observar aonde eles podem levá-los, ou o que eles podem fazer por vocês. Quando sentem medo de alguma coisa, evitam experimentá-Ia, erguendo uma muralha onde se pode ler: “Se eu for lá, vai ser ruím.” E pisam no freio. Na verdade, o medo que sentem acaba energizando a experiência no nível do desenvolvimento de cada um, pois todo o pensamento assume forma de acordo com a influência emocional a que está sujeito. Por isso, às vezes, o melhor que se tem a fazer é simplesmente dizer: “Bem, vou entrar nessa.

Eu me entrego.” Depois, então, dediquem-se a estar lá, sem se preocuparem em estar ou não centrados enquanto estiverem mergulhados no centro do sentimento. Se pretendem entrar no vosso centro do sentimento e manter tudo sob controle, não estarão permitindo a si mesmos a amplitude de movimentos necessária para aceitar as emoções que derrubam as limitações e preconceitos. 

Precisam aprender a amar as vossas emoções. Quando rotulam alguma coisa como difícil, vocês a tornam difícil. Não são os outros, são vocês mesmos. Persistem em resistir e julgar as mudanças que surgem. Sentem que não sabem o que está surgindo, e não querem perder o controle. O controle é algo muito conveniente e muito prático. Deve ser aplicado na hora certa, no lugar certo.

O mesmo acontece com o controle: ele os prende a coisas às quais vocês absolutamente não precisam ficar presos. Devem ser muito seletivos em relação ao que decidirem ou não controlar. O antigo padrão do ser humano, ou o paradigma existente, afirma que “Vocês têm que assumir o controle.” Vocês precisam das vossas emoções. Devem ficar seus amigos porque, através dos sentimentos podem subir a escada que os leva ao Eu multidimensional, ao sistema de doze chakras e a explorar o que descobrirem por intermédio dos sentimentos que detectam se algo está ou não funcionando.

A mente lógica não perceberá certos acontecimentos se o corpo não estiver ligado aos sentimentos. São os sentimentos que registram a alteração da frequência, não a mente lógica. Vocês estão vivenciando o despertar de uma alteração de frequência. Estão sendo levados a mudar diversas áreas de suas vidas, a abandonar muitas coisas. Não devem resistir a estas mudanças, nem sentir que perderam o controle por desconhecerem o que está por vir, ou por acharem que estão tomados pelas emoções. As vossas emoções estão apenas querendo lhes mostrar algo; vocês não gostam, porque acham que elas estão interferindo em suas vidas, ou que podem constrangê-Ios.

Fiquem espertos. A próxima vez que se depararem com uma destas situações emocionais, digam imediatamente: ‘:tudo bem, sei o que está acontecendo; desta vez não caio nessa. Sei que existe alguma coisa aqui para eu aprender, alguma coisa que devo mudar. Acredito que estou sendo guiado, que estou executando um projeto, portanto vou procurar o que devo aprender, sem julgamentos, seguindo o fluxo. Peço que todas as minhas mudanças venham com alegria, segurança e harmonia. Este é o meu decreto. Ele abrange tudo aquilo que eu quero em minha evolução: eu vivo a alegria, a segurança e a harmonia. Por isso, sigo com essa energia e vejo o que está mudando para mim e o que preciso abandonar.”

Como as vossas memórias não estão claras e vocês não cultivaram a confiança interior, fecham-se, porque não percebem que estão sendo preparados para a mudança. É imperativo que confiem no centro do sentimento e trabalhem com ele. Quando “algo” aciona o vosso centro do sentimento e os incomoda, devem enfrentar os sentimentos que os desagradam. Esta é a vossa essência. Estes sentimentos constituem as vossas jóias, tesouros, pedras preciosas, onde vão encontrar ensinamentos acerca da vossa identidade. São o vosso trampolim e a vossa relação com eles nunca terá fim.

E, neste plano da existência, as emoções ligam vocês ao vosso corpo espiritual. As emoções e os sentimentos são a chave para se estar vivo nesta realidade. Existem muitas realidades onde não há emoções; nesta realidade, porém, as emoções são a maior dádiva que receberam. Se negam o vosso Eu emocional nesta encarnação, é melhor admitirem a derrota. Se não o assumirem, nunca conseguirão. participar do jogo de que estamos falando. Farão simplesmente parte da massa que assiste televisão e se considera vítima o tempo todo.

Trechos do Livro Mensageiros do Amanhecer, Ensinamentos das Plêiades, autora Barbara Marciniak

Terapêuticas Integrativas para atletas de alta performance.

Terapêuticas Integrativas aplicadas aos esportes, os atletas do time de Futebol Americano Minas Locomotiva, serão acompanhados de perto pelo Studio ALQUIMIA INTERIOR,  e serão submetidos as terapêuticas integrativas, com o intuito de aprimorar o seu desempenho em campo. Serão utilizadas técnicas bioenergéticas para promover o equilíbrio da tríade: corpo, mente e espírito.

O terapeuta Holistico Mozart Santos também jogou Futebol Americano no time de 2007 a 2010, e conta com a experiência adquirida em jogos e treinamentos para trazer as técnicas terapêuticas específicas e auxiliar os atletas na preparaçao pré e pós jogo.